Arquivo da categoria: Concentração

O que fazer nas férias? Estudar ou descansar?

EQUILÍBRIO ENTRE A DESCONTRAÇÃO E OS ESTUDOS É O SEGREDO PARA QUEM ESTÁ NO ANO DE VESTIBULAR

Esta semana, Monique Martins, do Ecaderno, fez contato comigo para conversarmos sobre os estudos no período de férias, em ano de vestibular. Ela foi muito gentil e publicou minha opinião no site. Segue o texto:

Para muitos estudantes, julho é o mês de férias e descanso. Mas alguns jovens em ano de vestibular preferem gastar esse tempo colocando a matéria em dia e tirando dúvidas. O que alguns pré-universitários não sabem é que perder todo o tempo livre pode causar sérios prejuízos – até nos estudos!

A psicopedagoga Clara Duarte conta que os momentos de relaxamento nas férias podem ajudar o estudante, e muito. “Os momentos de descontração e descanso proveitosos auxiliam o aluno, visto que a descontração reduz o nível do stress – capaz de causar, no jovem, problemas nas transmissões de sinapse – e o descanso melhora o trabalho do cérebro. O aluno que exagera nos estudos, desistindo das horas de descanso, da companhia das pessoas queridas, das diversões da férias e diminuindo as horas de dormir, não conquistará um bom aproveitamento em provas e simulados porque o cansaço compromete o raciocínio.” Clara diz que também não é certo deixar os estudos de lado no ano do vestibular. “Se o futuro universitário tiver clareza do que deseja na faculdade, ele irá compreender a necessidade de dedicar algum tempo das férias para as revisões e perceberá, no retorno das aulas, que sua disciplina e organização valeu a pena”, ensina.

A pedagoga diz que o melhor a fazer nas férias de inverno é se programar. “Equilíbrio é a palavra chave! Se o vestibulando organizar sua agenda em julho, com cuidado, ele conseguirá diminuir sua rotina, conquistando um merecido descanso. Para isso, deve distribuir dias mais tranquilos, repletos de horas exclusivas para sossego e atividades prazerosas, ao redor dos amigos e familiares, com momentos de leitura, revisão de matérias e, quem sabe, com tempo para colocar em dia aqueles conteúdos que, na correria do ano, não conseguiu.”

O estudante Diego Barreto diz que prefere estudar nas férias, tendo em vista a importância do vestibular no fim do ano. “Cursar o ensino superior é uma fase muito importante e precisa de dedicação total. Se eu achar que eu estou tendo dificuldades, não vejo mal algum em fazer algum curso nas férias, pois eu sei que depois serei recompensado por isso.Vale a pena, não se pode deixar acumular muita matéria, porque depois o esforço vai ser maior. “

Diego conta o que faz quando está cansado de estudar. “Pra tudo tem um tempo, é insuportável quando você chega ao limite do estudo. É importante dar uma pausa, ver televisão, comer algo, sair com os amigos pra descontrair, mas nunca perder o foco do seu objetivo, que é passar no vestibular”, conta.

Clara Duarte dá dicas para quem está na reta final do vestibular. “A principal dica é a construção ou simplesmente o ajuste de seu planejamento de estudos, com horários pré-estabelecidos bem definidos, incluindo momentos pra revisão, cálculos e leituras, descanso, alimentação e higienização, não esquecendo os momentos de lazer e prazer. Planejar um horário de estudos possível de seguir, com metas de estudo diárias, além de lembrar sempre que este processo seletivo, além de conferir conhecimento, mede o preparo físico dos candidatos. Se o vestibulando não está preparado a estudar várias horas por dia, não conseguirá realizar a prova no tempo estabelecido”, alerta a psicopedagoga.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Concentração, Horário d estudos, Universidade, Vestibular

A concentração nos estudos

Na última semana, Leandro Colares, do site Ecaderno, conversou comigo sobre a concentração nos estudos. Ele foi muito generoso e construiu um ótimo texto a partir de nossa conversa. Vejam:

Especialista aponta os caminhos para manter a concentração nos estudos

(Psicopedagoga Clara Duarte diz que estudar em local adequado é fundamental para o sucesso.)

A realização de um concurso público implica em muitos desafios para os candidatos. Uma dessas tarefas é conseguir manter uma rotina de estudos realmente eficaz. Afinal, é preciso dedicação para obter sucesso nas provas.

Manter a concentração no conteúdo a ser assimilado não é simples. Outras atividades sempre podem atrapalhar e comprometer o resultado final. Pensando em ajudar os candidatos a manter o foco, o Ecaderno conversou com a psicopedagoga do Colégio Apogeu, Clara Duarte. Confira:

Mantendo a concentração

Para manter o foco, deve-se escolher um bom local para os estudos. Alguns podem até conseguir se virar em qualquer ambiente, mas a eficácia na aprendizagem tende a aumentar com um lugar adequado para esta atividade.

“Deve-se procurar um local com poucas informações visuais e de movimento. Um ambiente com poucos quadros, relógios, pessoas conversando, objetos muito coloridos e sons diversos, como os ruídos de uma panela de pressão ou de uma máquina de lavar”, afirma a psicopedagoga Clara Duarte.

Estudar e ouvir música

Clara Duarte acredita que esta situação “não é ideal”. Porém, se o hábito for frequente e a vontade for grande, há sempre uma solução. Para isso, existem alguns tipos de música mais propícios para conciliar com os estudos.

“São mais recomendáveis gêneros musicais calmos e lentos, além de evitar um volume alto”, diz. A psicopedagoga ainda indica canções que não tenham letras em português. “Devem ser evitadas, pois nosso cérebro dividirá a concentração com o texto lido e a interpretação das frases”, recomenda.

Organização

Se você não tem uma agenda, compre o mais rápido possível. Organize seus horários, tanto os dos estudos quanto os das refeições e atividades físicas, por exemplo. “Isso será fundamental nas semanas seguintes, quando não precisaremos parar e decidir o que fazer, visto que tudo já estará previsto da melhor forma”, recomenda Clara Duarte.

Organizando a agenda, é mais fácil otimizar o tempo. “Na criação da rotina, focamos nas disciplinas e assuntos mais relevantes e encontramos o tempo para incluir uma atividade física, o prazer de ouvir uma boa música, a distração da navegação da internet e o encontro com amigos”, observa a psicopedagoga.

1 comentário

Arquivado em Concentração, Horário d estudos