VESTIBULAR – UFJF anuncia extinção de vestibular para ingresso a partir de 2013

Bom dia!

O jornal Tribuna de Minas chegou às bancas hoje com uma manchete bombástica!

A UFJF, depois de muito se ventilar, confirmou que não usará vestibular para o ingresso em suas faculdades.

No mesmo jornal, notícias sobre o curso de direito.

Fiquem antenados!!!!

 

Pism é mantido com 30% das vagas; e os 70%, antes destinados ao concurso, serão disputados por meio do Sisu, que usa a nota do Enem

A UFJF anunciou nesta quinta-feira (24) que o vestibular não será mais utilizado como forma de seleção para ingresso na instituição a partir de 2013. A decisão foi tomada em reunião do Conselho de Graduação (Congrad), que determinou que 70% das vagas da universidade serão oferecidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC), composto unicamente pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O Programa de Ingresso Seletivo Misto (Pism) continua recebendo 30% das cadeiras, sem alteração para os alunos que já participam da seleção seriada ou para os que pretendem se inscrever no módulo I no ano que vem. O sistema de cotas também está mantido.

Para o pró-reitor de Graduação, Eduardo Magrone, a mudança já era esperada, visto que a UFJF vem aumentando a participação do Enem em seus processos seletivos, tendo adotado o exame como primeira fase da seleção desde o ano passado. “Observamos que o Sisu, por aumentar a competição dos candidatos por uma vaga, aumenta também a qualidade do aluno que ingressa na universidade.” Segundo Magrone, os bacharelados interdisciplinares, normalmente de baixa demanda, já adotavam o Sisu e obtiveram pontos de corte e relação candidato/vaga comparáveis a cursos de alta procura.

Na avaliação do diretor do Cave, Lawrence Gomes, que representou as escolas particulares em parte da reunião do Congrad, a medida tende a prejudicar candidatos a graduações muito concorridas, como medicina e engenharias, por exemplo. “Já era difícil passar. Agora, o candidato concorre com o país inteiro”, destaca, ressaltando que, para alguns alunos, o acesso à instituição pode se tornar inviável. Para Magrone, não se deve avaliar os processos de seleção tomando por base apenas os cursos de alta demanda, mas a universidade como um todo. “As graduações mais disputadas sempre receberam candidatos de diversas localidades. Eles têm um perfil diferente do restante. As mudanças devem ser avaliadas conjunturalmente.”

Direito da UFJF e Vianna Júnior recebem Selo OAB 2011

Os cursos de direito da UFJF e das Faculdades Integradas Vianna Júnior (FIVJ) estão entre os 11 de Minas que receberam o Selo OAB 2011. O reconhecimento é do Conselho Federal da OAB e leva em consideração o conceito obtido no último Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), realizado em 2009, e uma ponderação dos índices obtidos pelos acadêmicos nos últimos três exames de ordem. Dos 1.210 cursos existentes no país, apenas 90 deles (7,4%) receberam o selo.

Para o diretor da faculdade de direito da UFJF, Marcos Vinicio Chein Feres, que também é professor da instituição, o bom desempenho dos alunos é o resultado de um esforço coletivo, que engloba o comprometimento dos acadêmicos e os constantes investimentos em estrutura e recursos humanos promovidos pela universidade. “Este reconhecimento da OAB é muito importante porque reforça que a nossa graduação prepara os alunos para o mercado.” Ainda segundo o diretor, não há incentivo para que o acadêmico participe dos exames de avaliação. Ele acredita que isso aconteça de forma natural, pois as provas são necessárias para que ele possa, futuramente, exercer a profissão.

O diretor geral da FIVJ, José Augusto Salles de Carvalho, avalia o resultado obtido pela instituição como o reflexo de um bom trabalho desenvolvido pela presidente Jacqueline Pires Vianna, em conjunto com a equipe administrativa e corpo docente. O diretor explica que os alunos são preparados de forma especial para prestarem exames como estes, mas ressalta que o mérito está no comprometimento de cada acadêmico.

Esta é a quarta edição do Selo OAB. As outras avaliações foram realizadas nos anos de 2001, 2003 e 2007. Para identificar os cursos de qualidade “recomendável”, a OAB pontuou o desempenho das instituições em uma escala de 0 a 10, sendo a nota 6,9 a mínima para ingressar neste grupo. Não foi divulgada a ordem de classificação dos cursos.

About these ads

Deixe um comentário

Arquivado em ENEM, UFJF, Universidade, Vestibular, Vianna Júnior

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s